Percurso Todas as gerações

Francisco Goulão Abrantes que já cá não moura

Num regresso à cidade onde viveu a infância e adolescência, Francisco Goulão descobriu que era desconhecido para ele o passado da notável “vila de Abrantes”. A partir daí, percebeu que o caminho que queria seguir teria de passar por trazer à tona a origem de mitos urbanos que viveram na sua memória durante anos, levando-o a fantasiar sobre coisas que nunca existiram. Em Abrantes já cá não moura, o artista pretende fazer o percurso até à origem de muitos desses mitos e, quem sabe, tornar-se nascente de novas lendas que corram depois por esses anos fora.

 

19/07 18:00 Abrantes Castelo
20/07 18:00 Abrantes Castelo
21/07 18:00 Abrantes Castelo
22/07 18:00 Abrantes Castelo

i