Devido ao estado de emergência em saúde pública, provocado pelo vírus COVID-19, a CIM do Médio Tejo e os seus municípios associados decidiram proceder ao cancelamento dos três ciclos do projeto Caminhos em 2020:

– Os Caminhos do Ferro, em abril, aludindo ao cruzamento entre as duas linhas ferroviárias mais importantes do país;

– Os Caminhos da Água, em julho, remetendo para a riqueza e abundância em cursos de água emblemáticos;

– Os Caminhos da Pedra, em outubro, aludindo às autoestradas e à rede viária da região.

Considera a CIM do Médio Tejo que o projeto Caminhos do Médio Tejo é fundamental para o desenvolvimento integrado da região, a vários níveis, nomeadamente, ao nível do enriquecimento cultural e recreativo das comunidades.

Contudo, também reconhece que o país enfrenta um novo desafio, com a pandemia COVID-19, que requer um conjunto de cuidados e normas a ter em conta de modo a salvaguardar a segurança sanitária de todos.

Recorde-se que o Caminhos é um programa cultural em rede que se ramifica em três ciclos anuais, promovendo um conjunto de encontros, nos 13 municípios do Médio Tejo.

No Caminhos os espetáculos são gratuitos e as coordenadas são simples de seguir: em abril percorrem-se os Caminhos do Ferro; em julho mergulha-se nos Caminhos da Água e em outubro esculpem-se os Caminhos da Pedra.

Música, teatro de rua, circo contemporâneo, projetos comunitários relacionados com música e um percurso artístico têm sido as ofertas da programação deste evento, destinado a todas as idades.

O projeto é cofinanciado pelo Centro 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do FEDER.

Programa

i